O produto foi adicionado ao seu carrinho de compras.

Motorola

A Motorola já era muito conhecida pelos telefones celulares quando adquiriu a Symbol e especializou-se no ramo de captura de dados, desenvolvendo leitores de código de barras e coletores de alta performance. Sua expertise chamou a atenção da Zebra, que incorporou a marca, e hoje é uma referência na produção e desenvolvimento de tecnologias para automação.
Direção Descendente

Mostrando 1 - 12 de 95 produtos

Direção Descendente

Mostrando 1 - 12 de 95 produtos

Leitores e coletores Motorola

A Motorola iniciou suas operações em 1928 produzindo rádios e se tornou conhecida pelos telefones celulares. Em 1969, foi um aparelho de telecomunicação da marca que transmitiu para a Terra as primeiras palavras que Neil Armstrong disse na Lua. Para expandir seu portfólio, em 2006 a Motorola adquiriu a Symbol, marca mundialmente reconhecida no ramo de captura de dados.

Depois disso, ficou claro que a Motorola tem expertise em dois setores, telecomunicações e soluções corporativas, por isso, alguns anos depois, a Motorola foi dividida em duas áreas: a Motorola Mobility e a Motorola Solutions. Enquanto o segmento Mobility ficou responsável pelo desenvolvimento de telefones celulares, a Motorola Solutions é encarregada dos equipamentos que fazem captura de dados.

Após a aquisição da Symbol e a estruturação da Motorola Solutions, a marca ganhou grande destaque na produção de leitores de código de barras e coletores de dados. Tanto que em 2014, a Motorola Solutions foi comprada pela Zebra, que já era conhecida pelas impressoras e conseguiu ampliar seu portfólio para se tornar uma das maiores empresas no ramo de tecnologia e inovação para automação.

Leitores de código de barras

Muitas empresas estão buscando a automação para aprimorar seus processos, como a leitura de código de barras. Sem um equipamento próprio, o operador precisa digitar todo o número do código de barras para movimentar um produto no sistema, o que além de tornar a operação mais lenta, ainda é um método sujeito a falhas. Com um bom leitor, basta passar o código pelo feixe de luz para registrar o produto, tudo com rapidez e com menor chance de erros. E como muitos segmentos podem ser beneficiados pelo uso de código de barras, existem diversos modelos para atender aos mais variados mercados. É possível encontrar leitores com ou sem fio, fixos ou manuais.

Os leitores manuais com fio são os modelos mais simples, já que, para fazer a leitura, é preciso apontar o feixe de luz para o código e apertar o gatilho, como o LS2208. Como estabelecem a conexão através do cabo, o operador fica limitado ao tamanho do fio. São indicados para negócios de pequeno e médio volume, em que o operador não precisa de mobilidade.

No entanto, empresas que trabalham em grandes espaço ou com volumes muito grandes, como depósitos ou centros de distribuição, o operador precisa de mobilidade. Nesses casos são indicados leitores sem fio, que são modelos mais modernos e que conseguem se distanciar de sua base para fazer a leitura, como o LS3578-FZ.

Em algumas empresas com alto volume de transações, o operador precisa estar com as mãos livres para ter mais agilidade e não gerar filas. Nesses casos são indicados leitores fixos, que conseguem identificar o código e fazer a leitura automaticamente, sem a necessidade de segurar o equipamento ou apertar algum botão. A Motorola também trabalha com leitores assim, como o DS457.

O DS4308 é um dos modelos manuais que oferece a possibilidade de funcionar como um leitor fixo. Assim como alguns outros modelos manuais, quando encaixado no suporte, ele passa a detectar os códigos automaticamente, e pode ser retirado da base para funcionar normalmente como um equipamento manual. Perfeito para operações que precisam de leitores versáteis.

E para que os leitores possam se comunicar com o sistema da empresa, é preciso investir em um computador com características próprias para pdv.

Existem outros equipamentos que podem automatizar processos em uma empresa, como impressora de etiquetas, impressora fiscal ou não fiscal, entre muitos equipamentos que podem contribuir para um aumento da produtividade de seu negócio. Um deles são os coletores de dados, que são, basicamente, computadores com leitores de código de barras.

Coletores de dados

Podemos dizer que um coletor de dados é um computador móvel com um leitor de código de barras acoplado, ou seja, dois equipamentos em um só. E como pode ser utilizado nos mais variados segmentos, possui características próprias para trabalhar em diferentes modelos de operações. Alguns modelos são mais compactos e com excelente desempenho, como o MC2180 ou o MC36. São indicados para vendedores que precisam de um computador para força de vendas, pois são pequenos, leves e tem alta performance. Mas não são recomendados para ambientes mais severos, onde o equipamento tem chance de cair, sujar ou molhar. Ambientes industriais, grandes centros de distribuição e logística precisam de equipamentos resistentes, capazes de suportar poeira, água e quedas, como o MC3290g ou o TC8000.

Existem acessórios para leitores e coletores que podem tornar o dia a dia da operação mais fácil, como baterias extras, berços que carregam diversos equipamentos simultaneamente, suportes, entre muitos outros itens. Para escolher os equipamentos certos para o seu modelo de negócio, converse com a equipe Automatech, que certamente pode ajudar você a trazer mais agilidade para sua empresa.