O produto foi adicionado ao seu carrinho de compras.

Qual o melhor SAT fiscal?

Como sabemos, desde 01 de Julho, o SAT Fiscal tornou-se obrigatório no Estado de São Paulo. A regra é bastante básica: a partir desta data todos os estabelecimentos comerciais que tem a obrigatoriedade de emissão de cupom fiscal ou que possuem impressoras fiscais com mais de 05 anos de uso devem substituir estes equipamentos pelo SAT.

A tecnologia de funcionamento também é bastante simples: conecta-se o SAT ao computador através de um cabo USB. As vendas efetuadas no sistema de automação são enviadas ao SAT, que transmite as mesmas através da Internet a um servidor do FISCO. O SAT também está conectado a impressora não fiscal, para emissão do cupom ao cliente. Sim, com o uso do SAT não é mais necessário uma impressora fiscal e sim uma impressora de cupom simples.

Hoje existem basicamente 07 fabricantes de SAT no mercado. São eles: Dimep, Sweda, Tanca, Urano, Gertec, Bematech e Elgin (em parceria com a Dimep). Outros fabricantes como Daruma e Kryptus devem em breve colocar seus produtos no mercado.

Como os SATs seguem um padrão estabelecido pelo FISCO as diferenças entre eles hoje são mínimas. Sendo assim é vamos fazer a análise levando em conta outros fatores.

 

1) Homologação do Software

Antes de fazer a aquisição de qualquer equipamento SAT você deve verificar com a empresa que desenvolve seu software qual(is) o(s) SAT(s) homologado(s). Neste quesito Dimep e Sweda sairam na frente, fazendo um ótimo trabalho de prospecção e apoio as Software-houses.

 

2) Disponibilidade de Estoque

Devido a alta demanda nem todos os fabricantes dispõe de estoque regular de equipamentos. Em algum momento você pode encontrar dificuldades em comprar de uma marca específica.

 

3) Preço

Embora os preços sejam muito parecidos é possível encontrar varições entre R$ 1.200,00 e R$ 1.399,00. A instalação e configuração dos equipamentos podem variar de R$ 300,00 a R$ 500,00.

Todos os SATs para serem instalados requerem uma configuração. Normalmente, a empresa mais indicada para fazer a ativação do equipamento é uma revenda especializada ou sua software-house. Isso porque deve-se configurar o Certificado Digital (sempre A1) para emissão dos cupons, tanto de sua empresa quanto da Software House. E acredite: este processo não é nada simples, como queria o FISCO inicialmente.

 

O SAT é um equipamento que não possui conserto. Ou seja: se sua placa queimar você deve providenciar um novo. Alguns erros de funcionamento podem acontecer e através de acesso remoto é possível resolver a grande maioria deles.

Recomendamos, como sempre, consultar um especialista para compra, instalação e configuração do equipamento.

Deixe uma resposta